Agora que já falei um pouco sobre Belo Horizonte, e também já dei dicas de clima, como chegar na cidade e em que época ir, chegou a hora de falar um pouquinho sobre os atrativos da capital mineira. Reuni aqui nesse post os principais pontos turísticos e atrativos para se conhecer em BH, desde passeios ao ar livre, até atividades mais culturais.

 

O que fazer em Belo Horizonte

 

Praça da Liberdade

Estava e reforma quando fomos (agosto/2018), por isso a foto não é nossa.

Com belo jardim, coreto e estátuas, a Praça da Liberdade é a principal praça da cidade. É cortada por uma dupla fileira de palmeiras imperiais, e fica cercada por prédios históricos, como o Palácio da Liberdade.

A praça foi construída em 1903, e atualmente é um dos pontos mais visitados, especialmente pela sua localização privilegiada. No seu entorno foi implantado o Circuito Cultural da Praça da Liberdade, e cada prédio que antes era utilizado pelas Secretarias de Estado foi transformado em um espaço cultural aberto à visitação.

  • Endereço: Praça da Liberdade, s/n – Funcionários, Belo Horizonte – MG, 30140-010.

 

Lagoa da Pampulha

Cartão portal de Belo Horizonte, é uma lagoa situada na região da Pampulha com uma grande área verde para caminhar, andar de bike, fazer piquenique, deitar à sombra das árvores, aproveitar a vista dos vários mirantes e ver o pôr do sol.

A lagoa faz parte de um complexo com outras atrações turísticas, projetado durante a gestão de Juscelino Kubitschek à frente da prefeitura de Belo Horizonte nos anos 40. Declarado recentemente pela UNESCO como Patrimônio Cultural da Humanidade, o Conjunto Arquitetônico da Pampulha foi projetado por Oscar Niemeyer. Além disso, conta com pintura de afrescos e azulejos de Cândido Portinari, as esculturas de Ceschiatti, Zomoiski e José Pedrosa. O painel de Paulo Werneck e o paisagismo de Roberto Burle Marx configuram-se uma das correntes da arquitetura moderna.

As principais atrações da Lagoa da Pampulha que compõem o conjunto arquitetônico projetado por Niemeyer são: a Igreja de São Francisco, a Casa Kubitscheck, a Casa do Baile, o Museu de Arte Moderna e o Iate Clube. Além disso, é possível visitar por ali também o Ginásio Mineirinho, o Estádio Mineirão (onde funciona também o Museu Brasileiro do Futebol), o Parque Ecológico da Pampulha e o Parque Guanabara, um parque de diversões.

 

Parque Municipal Américo Renné Giannetti

O Parque Municipal Américo Renné Giannetti é o patrimônio ambiental mais antigo de Belo Horizonte, inaugurado em 1897, antes mesmo da nova capital mineira. O local tem grande importância devido as suas riquezas biológica, arquitetônica, cultural e social, de importante tradição histórica.

O parque possui uma área de 182 mil metros quadrados com muita vegetação, além de abrigar o Teatro Francisco Nunes, Orquidário, um pequeno parque de diversões e na parte dos fundos do Palácio das Artes. É uma das áreas de preservação mais visitadas de Belo Horizonte devido a sua localização, beleza natural, monumentos históricos, equipamentos esportivos e opções de lazer como brinquedos, barquinhos a remos, animais de montaria e eventos.

  • Entrada: Livre.
  • Horário de funcionamento: De terça-feira a domingo, das 6h às 17h45.
  • Endereço: Av. Afonso Pena, 1377 – Centro, Belo Horizonte – MG, 30130-000.

 

Parque Municipal das Mangabeiras

Com projeto paisagístico assinado por Burle Marx, o Parque Municipal das Mangabeiras é um dos maiores e mais belos redutos ecológicos de Belo Horizonte. É a maior área verde da cidade, com 2,3 milhões de m² de matas nativas, onde se pode fazer trilhas no meio de micos, esquilos e outros animais silvestres. E tem ainda quiosques, quadras poliesportivas, brinquedos para crianças e arenas para shows e teatros.

  • Entrada: Livre.
  • Horário de funcionamento: De terça-feira a domingo, das 8h às 16h.
  • Endereço: Av. José do Patrocínio Pontes, 580 – Mangabeiras, Belo Horizonte – MG, 30210-090.

 

Mirante do Mangabeiras

Considerado área de preservação ambiental, está localizado no bairro das Mangabeiras, atrás do Palácio do Governador. Possui dois decks de madeira, medindo cada um cerca de 125 m², e proporciona aos visitantes uma linda visão panorâmica da cidade e do Parque das Mangabeiras.

  • Entrada: Livre.
  • Horário de funcionamento: De terça-feira a domingo, das 9h às 18h30.
  • Endereço: R. Pedro José Pardo, 1000 – Mangabeiras, Belo Horizonte – MG, 47512-000.

 

Praça do Papa

A Praça Israel Pinheiro é uma importante praça localizada no bairro das Mangabeiras, na cidade de Belo Horizonte. Foi após uma missa campal do Papa João Paulo II realizada em 1980 que a praça passou a ser chamada de Praça do Papa, onde foi erguido um monumento para homenagear o ilustre visitante.

  • Endereço: Av. Agulhas Negras, s/n – Mangabeiras, Belo Horizonte – MG, 30210-320.

 

Igreja de São Francisco de Assis

Um dos principais cartões portais da cidade, a Igreja São Francisco de Assis fica na Pampulha e foi inaugurada em 1943. O projeto arquitetônico da igreja é de Oscar Niemeyer e foi o último prédio a ser inaugurado do Conjunto Arquitetônico da Pampulha. As linhas curvas da igreja encantara, artistas e arquitetos, mas escandalizaram o acanhado ambiente cultural da cidade na época. Por isso, a igreja permaneceu durante catorze anos proibida ao culto.

Seu interior abriga a Via Crúcis, constituída por catorze painéis de Cândido Portinari, considerada uma de suas obras mais significativas. Os painéis externos são de Cândido Portinari -e de Paulo Werneck. Já os jardins são assinados por Burle Marx. A área externa é recoberta de pastilhas de cerâmica em tons de azul claro e branco, formando desenhos abstratos.

  • Endereço: Avenida Otacílio Negrão de Lima, 3000 – Pampulha, Belo Horizonte – MG, 31365-450.

 

Igreja São José

De arquitetura eclética com influência neogótica, a Igreja de São José foi construída pela congregação dos redentoristas e é um dos mais notáveis monumentos construídos na cidade. A igreja possui pinturas internas do artista alemão Guilherme Shumacher.

  • Endereço: Rua dos Tupis, 164 – Centro, Belo Horizonte – MG, 30160-041.

 

Mercado Central

Com mais de 400 lojas, o Mercado Central é um dos pontos comerciais mais procurados de Belo Horizonte. Por lá, é possível encontrar queijos, doce, artesanato, ervas, raízes, artesanatos, artigos religiosos, produtos hortifrutigranjeiros etc. Foi considerado o terceiro melhor mercado do mundo pela Revista Tam Nas Nuvens.

  • Entrada: Livre.
  • Horário de funcionamento: Diariamente, das 7h às 18h (aos domingos fecha às 13h).
  • Endereço: Av. Augusto de Lima, 744 – Centro, Belo Horizonte – MG, 30190-922.

 

Casa do Baile

Projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, a Casa do Baile foi inaugurada em 1943 para abrigar um pequeno restaurante, um salão com mesas, pista de dança, cozinhas e toaletes. Na época, tinha a finalidade de criar na Pampulha um centro de reuniões populares.

A Casa do Baile faz parte do Conjunto Arquitetônico da Pampulha, e foi reaberta em dezembro de 2002, transformando-se em Centro de Referência de Urbanismo, Arquitetura e do Design. Atualmente a Casa recebe exposições temporárias e divulga publicações, desenvolve seminários, encontros e outros eventos relacionados.

  • Horário de funcionamento: De terça-feira a domingo, das 9h às 18h.
  • Endereço: Av. Otacílio Negrão de Lima, 751 – Pampulha, Belo Horizonte – MG, 31365-450.

 

Casa Kubitschek – JK

Casa modernista projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer em 1943 para ser a residência de fim de semana do então prefeito de Belo Horizonte, Juscelino Kubitschek. Os jardins do paisagista Roberto Burle Marx ficam na frente e nos fundos da casa.

O edifício é tombado e passou recentemente por amplo processo de restauração e reconceituação, retornando ao público em setembro de 2013. Hoje, funciona como um museu, às margens da Lagoa da Pampulha, que conta a história de uma casa modernista dos anos de 1940, 1950 e 1960, por meio de espacializações, objetos e estímulos sensoriais.

  • Entrada: Livre.
  • Horário de funcionamento: De terça-feira a domingo, das 9h às 18h.
  • Endereço: Av. Otacílio Negrão de Lima, 4188 – Bandeirantes (Pampulha), Belo Horizonte – MG.

 

Memorial Minas Gerais Vale

O Memorial Minas Gerais Vale traz a alma e as tradições mineiras contadas de forma original e interativa. Possui cenários reais e virtuais, que se misturam para criar experiências e sensações que levam os visitantes do século XVIII ao século XXI. Aberto em 2010, o prédio que abriga o Memorial Vale era a sede da Secretaria do Estado da Fazenda de Minas Gerais. A edificação histórica datada de 1897 é o local onde foi lançada a pedra fundamental da cidade de Belo Horizonte.

  • Entrada: Livre.
  • Horário de funcionamento: De terça-feira a domingo, das 10h às 17h30.
  • Endereço: Praça da Liberdade, 640 – Savassi, Belo Horizonte – MG, 30140-010.

 

Centro Cultural Banco do Brasil

O prédio pertencia à antiga Secretaria de Estado de Segurança e Assistência Pública e foi inaugurado em 1930. Atualmente, foi cedido pelo Governo do Estado de Minas Gerais ao Banco do Brasil e após uma ampla restauração passou a abrigar a quarta unidade do CCBB no país. O CCBB BH possui atualmente 1.200 m² de área para exposição; duas salas de exposição permanente; teatro com capacidade para 264 lugares; sala multiuso para atividades audiovisuais, debates, conferências, oficinas, palestras, atividades interativas e educacionais, além de ambientes de convivência, lazer, alimentação e loja para comercialização de produtos culturais.

  • Entrada: Livre.
  • Horário de funcionamento: De terça-feira a domingo, das 9h às 21h.
  • Endereço: Praça da Liberdade, 450 – Funcionários, Belo Horizonte – MG, 30140-010.

 

Museu das Minas e do Metal

O Museu das Minas e do Metal abriga importante acervo sobre mineração e metalurgia, documentando duas das principais atividades econômicas de Minas. Com tecnologia de ponta, conta de forma lúdica o universo das rochas, os processos de transformação dos minérios e a importância deles para a vida humana e o desenvolvimento social, econômico e cultural.

  • Entrada: Livre.
  • Horário de funcionamento: De terça-feira a domingo, das 12h às 18h.
  • Endereço: Praça da Liberdade, s/n – Funcionários, Belo Horizonte – MG, 30140-010.

 

Espaço do Conhecimento UFMG

Integrante do Circuito Cultural Praça da Liberdade, o Espaço do Conhecimento é fruto da parceria entre a UFMG e o Governo de Minas. O Espaço do Conhecimento UFMG estimula a construção de um olhar crítico acerca da produção de saberes através da utilização de recursos musicais. Sua programação diversificada inclui exposições, cursos, oficinas e debates.

  • Entrada: Livre.
  • Horário de funcionamento: De terça-feira a domingo, das 10h às 17h.
  • Endereço: Praça da Liberdade, 700 – Funcionários, Belo Horizonte – MG, 30140-010.

 

Museu Histórico Abílio Barreto

O Museu Histórico Abílio Barreto fica em um casarão secular, construído em madeira em 1883. É a única construção remanescente do período em que Belo Horizonte era apenas o Arraial do Curral del Rei. O casarão em si já é um grande atrativo, mas além disso, o museu preserva documentos e outros objetos da história de Belo Horizonte, realiza exposições temporárias e abriga  partes de um antigo bonde elétrico e também de uma locomotiva a vapor.

  • Entrada: Livre.
  • Horário de funcionamento: De terça-feira a domingo, das 10h às 17h.
  • Endereço: Av. Prudente de Morais, 202 – Cidade Jardim, Belo Horizonte – MG, 30380-002.

 

Mineirão – Estádio Governador Magalhães Pinto

O Estádio Governador Magalhães Pinto, mais conhecido como Mineirão, é um estádio de futebol que foi inaugurado em 1965. É o quinto maior estádio do Brasil e foi um dos escolhidos como uma das sedes da Copa do Mundo FIFA de 2014. Em 2003, foi tombado pelo Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural do Município de Belo Horizonte. É possível fazer uma visita guiada para conhecer o estádio, que acontece de terça a domingo.

O estádio abriga, ainda, o Museu Brasileiro do Futebol (MBF). Aberto ao público em 2013, o museu expõe artefatos e informações do futebol brasileiro, propiciando aos seus visitantes uma imersão ao universo do futebol.

  • Endereço: Praça da Liberdade, 640 – Savassi, Belo Horizonte – MG, 30140-010.

 

Feira Hippie

A Feira de Artes, Artesanato e Produtores de Variedades de Belo Horizonte, mais conhecida como Feira Hippie, foi criada por um grupo de artistas e artesãos em 1969, na Praça da Liberdade. É conhecida como a maior feira de artesanatos do País, com cerca de 2300 expositores organizados em 17 setores, e público estimado em 80 mil visitantes semanais.

  • Horário de funcionamento: Domingos, das 6h às 16h.
  • Endereço: Av. Afonso Pena, 1387 – Centro, Belo Horizonte – MG, 30130-000.

 

Instituto Inhotim

Embora não fique na cidade de Belo Horizonte, é uma ótima opção de passeio para quem tiver um dia extra por lá. O Instituto Inhotim é o maior centro de arte contemporânea a céu aberto do mundo, além de ser cercado por um majestoso jardim botânico. O local conta com mais de 20 galerias, que abrigam obras de 85 artistas de 26 diferentes nacionalidades: instalações, esculturas, desenhos, fotos e vídeos.

  • Entrada: R$44,00 (grátis às quartas-feiras).
  • Horário de funcionamento: De terça-feira a domingo, das 9h30 às 17h30.
  • Endereço: Rua B, 20 Fazenda Inhotim, Brumadinho – MG, 35460-000.